Lançado site sobre esclerose múltipla

Data: 2018-12-04

O Dia Nacional da Pessoa com Esclerose Múltipla é hoje assinalado com um conjunto vídeos com testemunhos de pessoas que vivem com a doença e com o lançamento de um site informativo sobre esta patologia crónica, numa iniciativa da Merck, que conta com o apoio das associações de doentes ANEM (Associação Nacional de Esclerose Múltipla) e da SPEM (Sociedade Portuguesa de Esclerose Múltipla).

As histórias positivas da campanha alÉM vão ficar disponíveis no canal de Youtube com o mesmo nome da campanha. O primeiro episódio vai ser protagonizado por Joana Rosas Vieira, que conta a sua história para além da doença, na qualidade de mãe, filha e esposa, papéis que concilia com uma profissão ativa num laboratório de análises clínicas e, agora, com o projeto "A vida EM mim", um blog onde escreve sobre o seu dia a dia (www.avidaemmim.pt).

No website, com o endereço www.esclerosemultipla.info, pode ser encontrada informação útil sobre a esclerose múltipla (EM), desde o diagnóstico, até ao momento em que viver e conviver com a doença faz parte da rotina. Um espaço em que a construção dos conteúdos tem a colaboração de vários profissionais de saúde dedicados à EM.

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde, a esclerose múltipla afeta cerca de 2,5 milhões de pessoas em todo o mundo, estimando-se que em Portugal existam oito mil pessoas com a doença. O diagnóstico surge normalmente entre os 20 e 40 anos, afetando principalmente as mulheres. A campanha alÉM das Histórias quer mostrar os rostos dos doentes, que contam as suas histórias, e assim, ajudam a mudar a vida de outros doentes.

"É fundamental que os doentes com Esclerose Múltipla tenham conhecimento de histórias que os façam acreditar que o diagnóstico não é o fim. Os doentes que dão vida a esta campanha são verdadeiros exemplos de superação e acredito que esta mensagem é o caminho, pelo menos é esse o trabalho e esforço que fazemos diariamente na ANEM", afirma Lurdes Silva, representante da ANEM, através de um comunicado.

Voltar ao menu anterior